Lançamento de livro sobre violência contra migrantes entre o México e EUA acontece na próxima quinta-feira, 14, na UFRN

 

A violência sofrida por indivíduos que se submetem aos processos de migração ilegal entre o México e os Estados Unidos é tema da palestra que o Professor da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Júlio da Silveira Moreira, realizará durante o lançamento local do livro ‘Violência contra migrantes em trânsito no México’ na próxima quinta-feira, 14 de setembro de 2017, às 18h, no Auditório da Escola de Saúde, Campus da UFRN, em Natal.

A obra, publicada pela editora da Universidade Federal de Goiás (UFG), concorre ao prêmio Jabuti 2017 e é resultado da tese de doutorado em Sociologia do docente, que investigou os motivos pelos quais os imigrantes, inclusive muitos brasileiros, submetem-se aos perigos ligados à travessia ilegal para os Estados Unidos. No livro, o autor remonta o contexto do início dos fluxos migratórios para os EUA a partir da década de 1980; além de questões sobre o Estado, a economia e a relação entre a política de imigração do país versus violência contra os imigrantes.

De acordo com o docente, o interesse pelo assunto foi despertado pelo caso que ficou internacionalmente conhecido como “Massacre de Tamaulipas”, no qual setenta e dois imigrantes que tentavam atravessar a fronteira do México com os Estados Unidos foram assassinados em um rancho próximo à cidade de San Fernando, no Estado de Tamaulipas, em agosto de 2010. No massacre, quatro brasileiros perderam a vida.

A pesquisa que resultou no livro foi realizada período de um ano. No México, dentro do Centro de Investigaciones sobre América del Norte, onde o professor acompanhou de perto a realidade daqueles que desejam entrar nos Estados Unidos sem a documentação legal; e no Brasil, na região de Governador Valadares, local de origem de muitos brasileiros que se tornam imigrantes, entrevistando as famílias dos quatro jovens assassinados no Massacre de Tamaulipas.  “A migração é um movimento humano próprio de sentimentos, interesses e de busca por uma vida com mais dignidade”, afirma Júlio, que aponta a questão econômica como ainda o principal motivo da saída do país de origem. A palestra tem entrada gratuita e é aberta à comunidade.

cartaz-lancamento-do-livro-violencia-contra-migrantes-em-transito-no-mexico